Glossário A-Z

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V
Acabamento

Trata-se de um meio de julgamento acerca da qualidade de um vinho. É uma medida dos gostos e sabores que permanecem na boca depois do vinho ter sido provado. Os grandes vinhos têm acabamentos ricos, longos e complexos.

Acetato de etila

Um cheiro doce de vinagre que muitas vezes acompanha o ácido acético.

Acidez

Identificada como o caráter aguçado e nítido de um vinho. A acidez de um vinho equilibrado de mesa seco está na faixa dos 0,6 por cento até os 0,75 por cento do volume do vinho.

Acídico

É utilizado para descrever vinhos em que o total de ácido é tão elevado que o gosto do vinho se torna azedo ou amargo e tem uma ponta afiada no palato.

Acidificação

É uma tarefa executada por um enólogo e realiza-se quando se adiciona ácido a um determinado vinho. O objetivo é equilibrar componentes macios do vinho (álcool, açúcar e frutas). Trata-se de um procedimento legal em apenas algumas áreas, como Bordéus, Borgonha, Austrália e Califórnia e tem como enfoque a correção da acidez deficiente. Quando exagerado, conduz ao estabelecimento de vinhos ácidos.

Acidificação

É uma tarefa executada por um enólogo e realiza-se quando se adiciona ácido a um determinado vinho. O objetivo é equilibrar componentes macios do vinho (álcool, açúcar e frutas). Trata-se de um procedimento legal em apenas algumas áreas, como Bordéus, Borgonha, Austrália e Califórnia e tem como enfoque a correção da acidez deficiente. Quando exagerado, conduz ao estabelecimento de vinhos ácidos.

Ácido

Um composto presente em todas as uvas e uma componente essencial do vinho e da sua preservação. É um dos responsáveis principais pelo avivar dos sabores e dos formatos dos vinhos e ajuda a prolongar o sabor de um determinado tipo de vinho. Existem quatro tipos de ácidos que podem ser encontrados nos vinhos: tartárico, málico, lático e cítrico. O ácido é identificável pelo caráter nítido que dá a um vinho.

Ácido Acético

todos os vinhos contêm ácido acético ou vinagre, contudo, por norma, a quantidade é muito pequena – de 0,03 por cento a 0,06 por cento - e o seu cheiro ou sabor não são percetíveis. Uma vez que os vinhos de mesa podem chegar aos 0,07 % ou mais, o gosto ou o cheiro agridoce do vinagre torna-se evidente. Em níveis mais baixos, o ácido acético pode reforçar o caráter de um vinho, mas em níveis mais elevados o seu sabor pode ser dominante e isso pode ser considerado uma falha grave.

Ácido amargo

Descreve o sabor áspero e amargo de um vinho ou o seu odor pungente causado por quantidades excessivas de enxofre que foram adicionadas durante a vinicultura. Quando usado corretamente, o dióxido de enxofre desempenha um papel benéfico na elaboração do vinho, que mata organismos indesejados, protege os vinhos de deterioração e limpeza do equipamento.

Ácido lático

Um ácido liso criado durante a fermentação maloláctica. Este ácido é encontrado também no leite.

Páginas